Novas cartas anexadas ao processo judicial criminal de Sam “SBF” Bankman-Fried fornecem detalhes sobre os dias que se seguiram ao colapso da FTX e os esforços iniciais da empresa para recuperar os fundos perdidos.

O consultor jurídico do ex-CEO da FTX apresentou um memorando no Tribunal Distrital dos EUA em Manhattan em 27 de fevereiro, solicitando uma sentença de prisão de menos de sete anos por várias acusações de fraude e lavagem de dinheiro. Juntamente com a apresentação da sentença, um total de 29 cartas de apoio foram anexadas para análise do juiz Lewis Kaplan.

Pelo menos duas cartas abordam especificamente os primeiros esforços para recuperar os fundos dos clientes da FTX após a corrida bancária de novembro de 2022 que levou a exchange à falência.

Um dos documentos foi escrito por Daniel Chapsky, um ex-cientista de dados da Meta e chefe de ciência de dados da FTX. Segundo ele, Bankman-Fried ignorou os primeiros conselhos de seus pais para montar uma equipe de defesa jurídica caso fosse processado:

“Ele trabalhava quase 24 horas por dia, a ponto de ficar exausto. […] Ele não tinha paciência para conversas sobre sua defesa. Em vez disso, ele ofereceu qualquer ajuda que pudesse dar a ambos os grupos de profissionais de falência.”

As cartas de apoio normalmente têm o objetivo de destacar o bom caráter e os atributos positivos de um réu. No caso de Bankman-Fried, os documentos enfatizam sua cooperação com os gestores da massa falida da FTX e a sua filosofia altruísta, entre outras coisas.

De acordo com Chapsky, a cooperação inicial de Bankman-Fried economizou centenas de milhões de dólares para os credores da FTX:

“Direi apenas que, tendo trabalhado em estreita colaboração com Sam durante grande parte dessas cinco semanas e observado suas ações, os dados falam mais alto do que as palavras. Quando todos os outros membros da equipe fundadora e da liderança sênior da FTX desistiram de ajudar os clientes e passaram a se proteger, Sam continuou tentando ajudar.”

Um documento separado de Jeremy Brest, fundador e gerente direto da Framework Capital Solutions, descreve as negociações com um cliente anônimo que buscava adquirir os ativos da FTX em novembro de 2022.

“Recomendei que meu cliente tentasse adquirir uma parte significativa dos ativos da FTX e, por fim, eles propuseram um investimento em um processo que, infelizmente, foi frustrado pela equipe de falência”, disse Brest, observando que o ex-CEO estava focado em “gerar valor” para os clientes da FTX.

A nova administração da FTX divulgou recentemente planos para pagar integralmente seus credores com base nos preços dos criptoativos na época da falência.

Bankman-Fried foi considerado culpado pelo júri de sete acusações em seu julgamento criminal em 3 de novembro de 2023, incluindo fraude eletrônica, conspiração de fraude eletrônica, fraude de valores mobiliários, conspiração de fraude de commodities e conspiração de lavagem de dinheiro. Sua sentença está prevista para ser anunciada em 28 de março. A pena máxima prevê 110 anos de prisão.

LEIA MAIS