Produtora de Palworld deseja continuar a ser indie

março 18, 2024

Segundo uma entrevista no Bloomberg, Takuro Mizobe, o presidente da PocketPair e criador de Palworld, comentou que deseja que o seu estúdio continue a ser independente e que mantenha uma escala relativamente pequena. De salientar que Palworld até ao momento é o jogo que mais vendeu em 2024. Por exemplo, no PC (Steam) alcançou recordes históricos ao derrubar o colosso Counter Strike no maior número de jogadores em simultâneo.

Takuro referiu que antes de desenvolver Palworld, a PocketPair era uma empresa com menos de 10 empregados e que a sua equipa inicialmente era de 3 a 4 elementos. Adicionalmente, também disse que eram todos empregados recém-contratados, por isso Palworld começou com uma equipa de desenvolvimento quase completamente diferente de Craftopia. Um ano depois, tínham cerca de dez pessoas na equipa. Em dois anos, a equipa cresceu subitamente para 20 a 30 pessoas e no terceiro ano adicionou mais 10 a 20 novos membros.

Enquanto crescia para acompanhar a escala ambiciosa da Palworld, a empresa manteve-se comparativamente pequena e, embora a PocketPair esteja ativamente à procura de novos talentos, parece que não tem planos para “crescer” tão cedo. Em declarações à Bloomberg, Takuro Mizobe revelou que, embora a empresa esteja aberta a considerar ofertas de parceria ou de aquisição tenciona continuar a ser um pequeno estúdio: “Somos e continuaremos a ser um pequeno estúdio”. Também comenta os seus objetivos para os futuros projetos da empresa:

Quero fazer vários jogos pequenos. Os jogos triple-A de grande orçamento não são para nós.

Mizobe considera os pequenos estúdios como “pioneiros no design de jogos”, e esta posição parece corresponder também à situação atual da comunidade de jogos, dado que muitos jogadores se desiludem com títulos AAA. Por ser um jogo de pequena escala com um orçamento modesto, Palworld foi capaz de correr muitos riscos, sem se limitar a fórmulas do passado ou a tentativas de se comprometer com um público demasiado vasto, o que muito provavelmente contribuiu para causar tanta sensação entre os jogadores. Embora Mizobe não pareça confiante em produzir outro sucesso como Palworld, a sua posição no desenvolvimento de jogos parece ser um bom sinal de que a empresa não corre o risco de ficar presa numa zona de conforto dado que considera que os pequenos estúdios são “pioneiros na criação de jogos”.

In this post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *