A prefeitura municipal de São Paulo deu início esta semana à ativação da “Rede Blockchain do Município”, que é a utilização da tecnologia que suporta as criptomoedas pela administração pública da maior cidade do Brasil, em serviços oferecidos aos cidadãos.

A medida está prevista desde janeiro de 2023, quando o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, sancionou a Lei 17.901/2023, que consolida a Política Municipal de Dados Abertos e Transparência Ativa da Cidade de São Paulo e incluiu no texto a definição da tecnologia blockchain, considerada um dos recursos tecnológicos que podem ajudar na transparência da administração pública da capital paulista.

Segundo a empresa responsável pela utilização da tecnologia, a Metasix, a prefeitura já emitiu 5.100 chaves de registro voltadas inicialmente ao cadastro e acompanhamento do “Cartão do Idoso” e do “CartãoDefis”, relacionado às pessoas com deficiência (PCDs). 

De acordo com o diretor da Metasix, Cleiton Jorge, o desenvolvimento de blockchain se alinha ao propósito de criação de estratégias tecnológicas convergentes com as tradicionais, além da escalabilidade das interações dos usuários para uma nuvem híbrida ou central de dados. 

“A escrituração por ‘hashes’ criptográficos garante rastreamento imediato de demandas do cidadão, com a mínima exposição de dados, através do token alfanumérico gerado no registro de blocos”, explicou.

Segundo a empresa, a Lei 17.901/2023 prevê que cada secretaria, poder e autarquia defina a tecnologia/sistema a ser adotada para promover os objetivos da lei, sendo que a tecnologia blockchain é um dos pilares da nova determinação.

A tecnologia disruptiva; em que os cidadãos passam a receber chaves criptográficas, virtualmente inalteráveis, para o rastreamento de suas solicitações, sem a necessidade de senhas; integram o atendimento multicanal da prefeitura de São Paulo, o serviço SP – 156, a cargo da  Metasix. O que representa um volume de aproximadamente 200 mil atendimentos mensais, em atendimentos por call center, portal, chat, balcão e canal de contato whatsapp assistido por bots, de acordo com a empresa.

Na última semana, a startup brasileira 0xCarbon anunciou sua chegada oficial ao mercado com dois produtos criados a partir de blockchain e inteligência artificial (IA), conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.