O mercado de criptomoedas está com diversas novidades nesta semana em que o Bitcoin (BTC) negocia lateralmente entre US$ 52.300 e US$ 51.500. A primeira delas é da Binance que lançou a campanha “Cripto é melhor com Binance” no Brasil.

A campanha destaca a experiência de diversos usuários da Binance e como eles se relacionam com os serviços da plataforma. Além disso, destaca como Bitcoin e criptomoedas ajudaram a mudar a vida de diversas pessoas.

“As pessoas precisam começar a investir em cripto para ter liberdade geográfica, liberdade de tempo, além de também de conseguir multiplicar seu capital. E o melhor de tudo é a descentralização e guarda de valor que nós temos através das criptomoedas”, comenta o empreendedor Vinícius Velasque, introduzido ao universo das criptomoedas pelo filho, então com 14 anos.

Velasque conta que conduz um projeto social batizado de Mano Satoshi e que leva educação financeira para dentro de comunidades carentes. “Quero tirar um pouco da mente das pessoas que investimento é só para quem tem dinheiro, só para quem é rico”. 

Brasil Bitcoin

Outra novidade é da Brasil Bitcoin que completa seis anos de atuação no mercado de criptomoedas, marcando esta ocasião com uma renovação completa de sua marca. Uma das mudanças mais visíveis é a introdução de uma nova identidade visual, representada por um logo que comunica os valores e objetivos da empresa.

Além disso, a Brasil Bitcoin está expandindo sua gama de serviços e soluções, buscando tornar o mercado de criptomoedas mais acessível e compreensível para um público mais amplo. Esta iniciativa reflete o compromisso da empresa em promover a adoção e a integração das criptomoedas na economia brasileira.

Nubank

Quem também está com novidades é o Nubank que além das criptomoedas e da Nucoin, acaba de ampliar a oferta de investimentos, o CDB IPCA.

 “Estamos muito animados em trazer o CDB IPCA para nossos clientes. Essa opção de investimento permite que eles protejam seu dinheiro contra a inflação, uma preocupação real para muitas pessoas. No Nu, nosso compromisso é oferecer aos nossos clientes uma variedade de produtos financeiros que atendam às suas necessidades e objetivos”, disse Guilherme Espallargas, líder de Investimentos do banco.

Os próprios clientes do Nu poderão investir diretamente no CDB IPCA através do aplicativo, junto com outras opções de investimento. Serão apresentadas sete opções de ativos para escolha de acordo com os objetivos e perfil do investidor.

O investimento mínimo varia entre 100 e 1000 e o Preço Unitário (PU) vai de R$100 e R$1.000. Basta acessar o aplicativo e avaliar as opções disponíveis. O CDB IPCA é protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para investimentos até R$250 mil e não possui taxa de corretagem.

Digitra.com

A exchange Digitra.com acaba de lançar uma nova modalidade de renda passiva chamada de Dividendos Cripto. O serviço consiste na empresa remunerar, com parte de seu faturamento, todos os clientes que utilizam a plataforma para guardar suas moedas digitais.

Na prática, quanto mais os investidores negociarem na Digitra.com, mais criptoativos serão distribuídos para quem faz a guarda na plataforma. Com os Dividendos Cripto, os clientes poderão guardar seus criptoativos na Digitra.com, que utiliza a infraestrutura da empresa israelense Fireblocks.

Uma vez por mês, 10% da receita recebida pela exchange será distribuída entre todos os clientes.

“A Digitra.com não usará essas moedas para operar no mercado. Teremos receitas com elas quando os clientes as negociarem na plataforma e pagarem taxas, o que gerará mais receita para distribuirmos.” diz Rodrigo Batista, CEO da empresa.

Ripio

Outra novidade é da Ripio que anunciou um nova funcionalidade  que permite aos usuários na Argentina receberem dinheiro do Brasil ou de outros países na Ripio Wallet por meio de uma conta no exterior.

Entre os casos de uso dessa nova função, o que mais se destaca é o de trabalhadores ou freelancers que prestam serviços no exterior e recebem o pagamento em dólares. Na Argentina, quando um trabalhador é pago localmente em dólares do exterior, o valor é convertido pela taxa de câmbio oficial, que é mais baixa do que a taxa de mercado.

Além disso, é um processo muitas vezes repleto de restrições, limitações e altas taxas típicas do sistema bancário tradicional, que acrescentam camadas de complicação à entrada de dólares nas principais economias da região. A nova solução da Ripio vem para solucionar e simplificar esse processo.

Transfero

A Transfero Academy, braço educacional da Transfero, anunciou uma nova iniciativa de apoio ao Canguru de Matemática, competição globalmente reconhecida, envolvendo mais de 6 milhões de estudantes em mais de 95 países, com uma participação significativa no Brasil, ultrapassando os 2 milhões de alunos.

“O Canguru de Matemática é uma iniciativa que possui um potencial imenso para promover o interesse e a excelência em matemática entre os estudantes brasileiros. Como parte de nosso compromisso com o desenvolvimento de talentos e a transformação do mercado, estamos direcionando todas as doações recebidas via criptomoedas ou Pix, entre os meses de fevereiro e março, pela Transfero Academy para este concurso”, ressalta Márlyson Silva, CEO da Transfero.

Além dessa parceria, a Transfero Academy continuará investindo em iniciativas educacionais que capacitam profissionais para o mercado cripto e financeiro. O programa oferece uma combinação de aulas online, mentorias personalizadas e experiências práticas, preparando os participantes para enfrentar desafios do mundo real em colaboração com a equipe de tecnologia da Transfero.

CryptoMarket

A CryptoMarket anunciou o lançamento do Customer Success Management, um sistema gratuito que visa capacitar e acompanhar os usuários para que possam ter conhecimento do funcionamento da plataforma e aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pelo mercado de criptomoedas.

“Na prática, essa iniciativa terá várias características que tornarão a experiência dos clientes da CryptoMarket e sua interação com o site algo único. Destaca-se a implementação de biometria facial, ou seja, a identificação e medição dos traços faciais em uma imagem por meio de tecnologia, o que auxiliará no processo de criação e verificação de contas dos usuários, reduzindo o risco de falsidade ideológica e demais fraudes”, explica Denise Cinelli, CEO da CryptoMarket.

Matera

Fechando as novidades, a Matera anunciou mais uma edição do Matera Trends, uma iniciativa voltada para debater as principais tendências e inovações no mercado financeiro. O evento online, aberto para os interessados pelo tema da edição, está marcado para o dia 7 de março, das 10h às 12h.

Esta edição terá como objetivo fornecer insights sobre os avanços e novidades relacionados ao Pix, um dos sistemas de pagamentos instantâneos mais revolucionários do mercado financeiro brasileiro.

Sob o tema “Decifrando o Pix em 2024: Avanços e Novidades”, o evento irá promover um ambiente para discutir perspectivas, análise do cenário atual, próximos passos, oportunidades e os impactos potenciais que essa inovação pode trazer para o mercado e os negócios.

No encontro, serão explorados temas como o Pix Automático, outras modalidades em desenvolvimento como o Pix Garantido, avanços na tecnologia, modelos de negócio e como o Pix pode ser lucrativo para empresas e instituições financeiras. O diretor de Produtos da Matera, Bruno Samora, será um dos speakers principais do encontro.