O mercado de criptomoedas no Brasil está com diversas novidades nesta semana em que o Bitcoin (BTC) atingiu uma nova máxima histórica, chegando em US$ 73.500. A primeira novidade é da Dynasty Global AG que acaba de oficializar um acordo de participação da concessão de um hangar no Aeroporto Internacional Al Maktoum (DWC), em Dubai.

O investimento inicial foi de US$ 1,5 milhão, sendo 45% do montante pago diretamente em D¥Ns, o criptoativo da empresa. O valor total da transação pode chegar ainda a US$ 27 milhões devido a opção de aumento de participação no hangar atual, além da possibilidade de expansão para uma segunda unidade, que possui uma área quatro vezes superior em relação à que foi negociada neste momento. 

A partir do negócio, a empresa terá direito sobre a receita gerada pela operação de real estate, juntamente com a participação nos resultados dos serviços de manutenção de aeronaves do espaço pelos próximos 50 anos.

“A concessão transcende a perspectiva imobiliária, posicionando-nos estrategicamente para acessar mercados chave do ecossistema cripto. Estamos otimistas de que a iniciativa servirá como catalisador para o crescimento e a visibilidade global do D¥N”, avalia Eduardo Carvalho, CEO e cofundador da Dynasty Global AG.

Ribus

Após a internacionalização do seu token a Ribus anunciou um Burn Day. A proposta do burn é gerar a escassez ao ativo digital, o RIB. No Burn Day, foram queimados 1 milhão de tokens utilitários e o ecossistema conferiu seu ativo saltar de R$ 0,21 para R$ 0,41 na MEXC, ampliando sua presença internacional.

VASS

Outra novidade é da VAAS que anunciou sua integração com a companhia AnChain.AI. Essa união permite que a startup se beneficie das soluções de inteligência artificial fornecidas pelo seu novo parceiro, voltadas para a identificação de transações suspeitas na blockchain.

“Reconhecemos a importância de parcerias sólidas em dados. A integração com a AnChain.AI fortalece nossa missão e compromisso em aumentar a eficiência das equipes de fraude e compliance”, diz Gustavo Tremel, CEO da VAAS. 

A AnChain.AI, destacada por seu papel fundamental na indústria de cibersegurança e reconhecida como uma das Top Startups para Enterprise pela CNBC, além de finalista do RSAC Innovation Sandbox 2023, foi fundada por veteranos em cibersegurança da FireEye e Mandiant.

Bitkey

Já a Bitkey anunciou que começou a enviar seus primeiros dispositivos de hardware para as residências dos clientes esta semana. Depois de liberar as pré-encomendas, a equipe continuou trabalhando na finalização de recursos adicionais de segurança e recuperação, enquanto dava os toques finais no novo aplicativo Bitkey, que disponível para download na Apple App Store e na Google Play Store. 

A versão beta para testes chega com dois recursos como parte do projeto de recuperação do Bitkey: Cloud Backup, para quando alguém perder o acesso à chave móvel, por exemplo, se o telefone for perdido ou roubado, ou se receber uma atualização; e Delay and Notify, que permite que os clientes recuperem o acesso a seus fundos por meio de um novo conjunto de chaves se tiverem acesso apenas a uma de suas duas chaves (móvel ou de hardware).

Bitcoin em Brasília

No dia 20 de março, no espaço BRBLAB, o Centro de Inovação Tecnológico, localizado no Parque Tecnológico Biotic, em Brasília, acontece o evento Angel 3.0, uma imersão especialmente desenvolvida para investidores tradicionais de startups que buscam compreender e adentrar no emergente ecossistema das empresas Web3.

Com o objetivo de conectar investidores-anjo, gestores de portfólio e diretores de venture capital, a imersão promete ser um marco na compreensão e expansão do mercado. O Angel 3.0 é uma iniciativa da Web3Valley, a primeira aceleradora brasileira focada em startups da Web3 – liderada por CEO, Guto Farias, e pelo co-fundador, Daniel Constantino.

O evento conta com uma programação diversificada, incluindo painéis com especialistas e momentos de networking, tudo voltado para proporcionar uma imersão completa e valiosa aos participantes.

“O Angel 3.0 é uma oportunidade única para investidores e especialistas se conectarem e explorarem as oportunidades emergentes no mercado da Web3. Estamos comprometidos em criar uma comunidade forte e capacitada para impulsionar o desenvolvimento desse ecossistema na América Latina”, destacou Guto Farias.

TecBan

A TecBan lançou o videocast Tudo Conectado para debater tecnologia, segurança e tendências do mercado financeiro e varejo. Episódio de estreia foi lançado no dia 12 de março e conta com especialistas para discutir tudo sobre a nova moeda digital brasileira, o Drex.

O videocast é apresentado por Cris Dias e no primeiro epsódio contou com Luiz Fernando Ribeiro Lopes, Gerente de Plataformas Digitais e responsável pelo consórcio que a TecBan lidera no projeto piloto do Drex junto ao Banco Central. Também estará na conversa Nathaly Diniz, head de tokens e regulação na Foxbit.

Para o videocast, a TecBan conta com a criação e produção da On The Nose, agência especializada em elaboração de conteúdo e distribuição para todas as plataformas. Os episódios do Tudo Conectado estarão disponíveis no canal da TecBan no YouTube e Spotify, além do Tik Tok. 

Edtech

Outra novidade é da editech BlockTrends que lançou uma plataforma integrada que reúne cursos, inteligência de mercado e comunidade voltados para os entusiastas de criptoativos. O objetivo é alcançar profissionais, entusiastas de criptoativos e todos aqueles que desejam aprofundar seus conhecimentos sobre este novo mercado.

A plataforma concentra 17 cursos sobre cripto, além de conteúdos como relatórios semanais, análises diárias, sinais de compra e venda, lives, newsfeed, provas de proficiência, mais de 80 horas de materiais didáticos, tutoriais e outros. Além disso, o assinante da versão completa também terá acesso à comunidade BlockTrends PRO no WhatsApp.

Com a assinatura, cada usuário poderá seguir uma Trilha de Aprendizado, que consiste em um plano de estudos que pode ser personalizado de acordo com a área do setor em que deseja se aprofundar.

Para João Paulo Mayall, CEO do BlockTrends, esse novo ambiente dentro do portal facilita o acesso ao conhecimento gerado pelo BlockTrends desde a sua fundação e colabora com a
qualificação cada vez mais ampla dos profissionais do mercado brasileiro de criptoativos.

Cartesi

A Cartesi lançou um programa de subsídios para incentivar a criação de dapps na web3 e seria mt bom encontrarmos brasileiros engajados com essa tecnologia. E além disso, na próxima semana (18/03) o protocolo ira realizar um hackathon global online com uma premiação bacana pra os desenvolvedores.

O hackathon tem como objetivo habilitar aplicações computacionalmente intensivas no Ethereum, permitindo que os desenvolvedores criem contratos inteligentes e DApps utilizando as linguagens e ferramentas que já conhecem e utilizam.

“Queremos que você seja capaz de criar contratos inteligentes e DApps usando as linguagens e ferramentas que você conhece e adora”, disse um porta-voz da Cartesi. “Reutilizar as ferramentas existentes e ter total programabilidade é uma ótima maneira de inovar mais rapidamente sem reinventar a roda.”

O desafio proposto pela Cartesi envolve duas faixas principais:

  • Melhor Caso de Uso para Adoção no Mundo Real: Os participantes são incentivados a desenvolver um aplicativo descentralizado de prova de conceito usando Cartesi Rollups, com o objetivo de criar projetos do mundo real que possam causar impacto no mundo web3.
  • Ferramentas de Desenvolvimento Mais Úteis: Os desenvolvedores são desafiados a criar ferramentas que promovam a cultura de código aberto e aumentem a produtividade na jornada de desenvolvimento.

Os projetos vencedores receberão prêmios em dinheiro, com uma recompensa total de US$ 21.000 dividida entre as equipes classificadas nos três primeiros lugares e os projetos notáveis que receberão prêmios de pool compartilhado.

Além disso, a Cartesi oferecerá suporte e mentoria aos participantes durante o hackathon, com horários abertos diários para interação com mentores. Oficinas online também serão realizadas para ensinar os participantes sobre os conceitos básicos de construção de DApps com a Cartesi.