A exchange Mercado Bitcoin (MB) lançou, em parceria com a Redepetro, empresa distribuidora de combustíveis, lançou uma nova leva R$ 6 milhões em tokens RWA ligados ao lucro de operações com petróleo.

A operação foi conduzida pelo MB Corporate, unidade do MB que viabiliza o caminho de empresas que desejam entrar no mercado de capitais.

Segundo informou o MB ao Cointelegraph, com a oferta, a Redepetro, pioneira na tokenização no segmento de distribuição de combustíveis, reduz os custos de captação. Já o investidor ganha com uma aplicação diversificada e de elevado retorno e sem taxa de administração. O token é pós-fixado com vencimento em 2029 e o ativo é lastreado em recebíveis da Redepetro. 

“O sucesso dessa parceria se deve à ampliação da confiança na tokenização de ativos reais, também conhecidos como Real World Assets (RWA). Existe uma oportunidade de negócio valiosa na tokenização de dívidas, por meio da captação de recursos em taxas mais competitivas, e isso é uma possibilidade para as instituições de variados segmentos. Para o investidor, o menor custo se reflete em um retorno mais elevado”, afirma Vitor Delduque, diretor responsável pelo MB Corporate.

A Redepetro tem bases próprias em Ribeirão Preto (SP) e Careaçu (MG), e possui frota própria. A empresa foi fundada em 2000 e se destaca pelo pioneirismo na conexão aos dutos da Petrobras, ganhando boa reputação nas regiões em que atua.

Os caminhões utilizados distribuem combustíveis para mais de 360 cidades, atendendo a mais de 1.700 clientes. A companhia está entre as mil maiores empresas do Brasil e tem demonstrações auditadas pela Grant Thornton, quinta maior da categoria do mundo.

“O MB conseguiu fornecer uma alternativa eficiente de acesso ao Mercado de Capital de Dívida (DCM), com excelente capacidade de estruturação. Por meio de recursos e custos otimizados, adequou a operação às necessidades da Redepetro e com sua ampla rede de distribuição viabilizou a primeira operação tokenizada do setor”, afirma Lucas Carvalho, Gerente Geral da Redepetro.

Tokens RWA no Brasil

De olho no crescimento do mercado de tokenzição no Brasil, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), vai publicar novas regras para a emissão de tokens RWA no país.

As novas regras também são fruto da integração do mercado de valores mobiliários com o Drex, a plataforma de contratos inteligentes que o Banco Central pretende lançar em 2024 e que atualmente está em fase de testes.

Segundo o portal Finsidersbrasila autarquia pretende promover aprimoramentos’ para atender à crescente demanda pela oferta de tokenização no Brasil, principalmente de tokens RWA lastreado em recebíveis. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o mercado de recebíveis (cartão de crédito) atingiu a marca de R$ 1,1 trilhão de originação mensal no primeiro semestre de 2023.

Atualmente a CVM determina que as ofertas de tokens RWA sejam enquadradas dentro da instrução de crowdfunding que, segundo a autarquia, se tornou um veiculo de crédito para Pequenas e Média Empresas (PMEs).

“O objetivo agora é promover aprimoramentos para atualizar a regra para as práticas atuais do segmento”, disse a CVM ao portal.