A MicroStrategy, a maior detentora corporativa de Bitcoin, está lentamente se aproximando da elegibilidade para inclusão no índice S&P 500 – um marco que poderia fazer com que as empresas de Bitcoin aparecessem em “quase todos os portfólios de investimentos.”

No entanto, a empresa focada em Bitcoin (BTC) ainda precisaria atender a critérios rigorosos de elegibilidade e garantir um grande aumento na capitalização de mercado para conseguir ser incluída no índice. 

Os dados mais recentes mostram que a MicroStrategy subiu para a 535ª posição entre as maiores empresas de capital aberto dos Estados Unidos em 15 de fevereiro, após um período de negociação de oito dias que viu o preço de suas ações subir 46%.

Maiores empresas de capital aberto dos EUA por capitalização de mercado. Fonte: Companies Market Cap

Para fazer parte do índice S&P 500, que rastreia as 500 maiores empresas listadas em bolsas de valores nos EUA, é necessário que a empresa atenda a vários critérios de elegibilidade, incluindo um requisito mínimo de capitalização de mercado e uma soma positiva de lucros nos quatro trimestres anteriores, além de ser lucrativa no trimestre mais recente.

Pelo menos 250.000 ações também devem ter sido negociadas nos últimos seis meses, e a maioria das ações deve estar em poder do público investidor.

De acordo com as regras atuais, as empresas candidatas precisam de uma capitalização de mercado mínima de US$ 15,8 bilhões para serem elegíveis. A capitalização de mercado da MicroStrategy é de US$ 12,1 bilhões, o que significa que o preço atual de US$ 718 de suas ações precisaria subir para US$ 937, em primeiro lugar.

As ações da MicroStrategy, no entanto, registraram uma soma positiva de lucros nos últimos quatro trimestres, incluindo o trimestre mais recente.

Mesmo que esse critério seja atendidos, o comitê executivo de 11 membros do S&P deve aprovar a inclusão da MicroStrategy na lista. O comitê removeu temporariamente a fabricante de carros elétricos Tesla do índice S&P 500 ESG em maio de 2022.

O fundo de índice amplo é rebalanceado na terceira sexta-feira dos meses de março, junho, setembro e dezembro.

Bitcoin presente em “quase todos” os portfólios de investimento

Se a MicroStrategy buscar uma listagem no S&P 500 e for bem-sucedida, ela poderá “desencadear um enorme ciclo de retorno positivo” de exposição ao Bitcoin em quase todos os portfólios de ETFs, de acordo com Joe Burnett, gerente sênior de marketing de produtos da Unchained, uma empresa de serviços financeiros vinculados ao Bitcoin.

O aumento da capitalização de mercado e da lucratividade do TTM poderia posicionar a $MSTR para a elegibilidade ao S&P 500, dependendo da aprovação do Comitê de Índices dos EUA.

Se a MSTR for incluída, ela poderá desencadear um enorme ciclo de retorno positivo, permitindo que o #bitcoin comece a se infiltrar automaticamente em quase todos os portfólios.

— Joe Burnett ()³ (@IIICapital)

Se a MicroStrategy for incluída no S&P 500, o Bitcoin começará a “se infiltrar automaticamente em quase todos os portfólios” de invesimento, disse Burnett. “Isso inclui seu fundo de aposentadoria tradicional, seu fundo de pensão e todos os portfólios 60:40.”

Os três maiores fundos negociados em bolsa por ativos sob gestão acompanham o S&P 500 – a saber, o SPDR S&P 500 ETF Trust da State Street, o iShares Core S&P 500 da BlackRock e o Vanguard S&P 500 ETF, com mais de US$ 400 bilhões sob gestão cada um, de acordo com o banco de dados de ETFs da VettaFi.

Se a MicroStrategy entrasse no S&P 500, o peso de sua carteira seria de cerca de 0,01% do fundo de índice.

Os dados mostram que o S&P 500 possui atualmente uma capitalização de mercado de US$ 41,9 trilhões, o que significa que a MicroStrategy consumiria US$ 12 bilhões em alocação passiva de capital com uma ponderação de 0,01%.

“Os fluxos de índices passivos impulsionam os mercados. A inclusão seria [igual] à compra automática, aumentando o preço de suas ações, possibilitando mais emissão de ações para compras da BTC, elevando ainda mais o preço de suas ações e atraindo mais fluxos passivos”, disse Burnett em outra postagem publicada no X.

Saylor encontrou a fonte do dinheiro infinito:

– Comprar #Bitcoin
– MSTR sobe
– Contrair mais dívidas
– MSTR sobe
– Vender patrimônio pessoal
– MSTR sobe
– Emitir mais ações
– MSTR sobe
– Participar do S&P 500
– MSTR sobe

Esse é o manual do século.

— The ₿itcoin Therapist (@TheBTCTherapist)

Atualmente, a MicroStrategy detém 190.000 BTC a um preço médio de US$ 31.224 – o que significa que a empresa lucrou US$ 3,9 bilhões com o seu investimento na criptomoeda.

Isso ocorre quando o fundador e presidente da empresa, Michael Saylor, revelou que a MicroStrategy está fazendo a transição de uma empresa de inteligência de negócios para uma “empresa de desenvolvimento de Bitcoin” em 9 de fevereiro.

A MicroStrategy é uma empresa de desenvolvimento de #Bitcoin.

— Michael Saylor (@saylor)

LEIA MAIS