O matemático e autor David Orrell, um economista que obteve seu PhD na Universidade de Oxford, afirma que o futuro da economia é quântico.

A economia quântica é a ideia de que os mesmos tipos de modelos usados para fazer previsões na física quântica podem ser aplicados para simular a economia.

Em uma entrevista exclusiva recente ao The Quantum Insider, Orrell explicou que a economia clássica, baseada no mesmo tipo de matemática binária que sustenta os computadores clássicos, não oferece profundidade suficiente para modelar verdadeiramente a economia.

Os computadores clássicos usam bits para realizar cálculos. Esses são essencialmente interruptores ligado/desligado que podem direcionar programas. Na computação quântica, no entanto, os bits são substituídos por qubits. Enquanto os bits podem estar ligados ou desligados, os qubits podem estar ligados, desligados, ambos ligados e desligados ao mesmo tempo, e nem ligados nem desligados ao mesmo tempo.

Isso pode parecer contraintuitivo, mas a mecânica quântica foi desenvolvida através da observação de fenômenos quânticos que parecem funcionar fora dos limites da física clássica definida por Sir Isaac Newton no final do século XVII.

De acordo com Orrell:

“Um qubit pode ser comparado a um espectro de cores, oferecendo diferentes tons e complexidades. Não é apenas zero ou um. Os qubits estão entrelaçados; eles interagem entre si, introduzindo incerteza na medida. Essa diferença fundamental é o que o distingue. E, como mencionei, demonstrar que modelos baseados nesse princípio podem ser lucrativos e eficazes é o ponto-chave.”

Nesse contexto, Orrell não está se referindo à física quântica como se aplica a buracos negros e hardware de computação quântica. Em vez disso, ele está falando sobre o cálculo de classe e os modelos matemáticos subjacentes usados para medir e prever mudanças econômicas.

“É realmente apenas economia”, ele disse ao The Quantum Insider, acrescentando: “quando digo que ‘a economia é quântica’, não quero dizer que tenha algo a ver com partículas subatômicas.”

Orrell, que escreveu inúmeros livros sobre o tema da economia, incluindo “Economia Quântica: A Nova Ciência do Dinheiro”, argumentou que modelos matemáticos quânticos são necessários para desbloquear o pleno potencial da análise econômica.

Entre os desafios que impedem a economia quântica de se tornar mainstream está, segundo Orrell, o problema fundamental da conscientização. Para combater isso, ele fundou seu próprio periódico científico chamado “Economia e Finanças Quânticas” para apoiar estudos científicos adicionais neste campo em expansão.

Esta não é a primeira vez que Orrell se adianta à curva tecnológica e matemática quando se trata de economia. Em 2018, ele previu a adoção em massa das criptomoedas, afirmando, na época, que as criptos eram o dinheiro do futuro, mas que “o futuro poderia demorar a chegar”.