A Coinbase encerrou o suporte para pagamentos nativos em Bitcoin (BTC) e outras moedas similares de sua plataforma destinada a lojistas e prestadores de serviço, a Coinbase Commerce.

A Coinbase removeu o suporte para Bitcoin nativo e outras moedas UTXO de sua plataforma de pagamento para comerciantes, de acordo com a chefe de produto da empresa, Lauren Dowling.

Em uma thread divulgada em 18 de fevereiro no X (antigo Twitter), Dowling disse que a empresa “tomou a difícil decisão de remover o suporte nativo a Bitcoin e outras moedas UTXO” do Coinbase Commerce, citando dificuldades para fornecer atualizações recentes em seu protocolo de pagamentos EVM (Ethereum Virtual Machine) para Bitcoin.

“O novo produto Commerce reforça os detalhes de cada pagamento onchain, suporta centenas de ativos (nativos e ERC-20s) […] converte automaticamente os pagamentos em USDC onchain a uma taxa amigável para os comerciantes. Oferecer esses mesmos recursos na blockchain do Bitcoin sem contratos inteligentes e stablecoins foi um desafio e, portanto, tomamos a difícil decisão de remover o suporte nativo ao Bitcoin e a outros UTXOs.”

Os compradores que efetuarem pagamentos através do Coinbase Commerce ainda poderão usar o Bitcoin se tiverem uma conta na exchange, observou o CEO Brian Armstrong no X, acrescentando que a empresa está em processo de integração da Lightning Network em sua plataforma.

“Esperamos que haja oportunidades de fazer pagamentos comerciais através da Lightning no futuro”, comentou Armstrong. A Lightning Network é um protocolo de pagamentos de camada 2 projetado para facilitar as transações realizadas na blockchain do Bitcoin. As transações de Bitcoin estão sendo executadas no protocolo desde 2017.

“Analisando mais a fundo, acreditamos que o pagamento on-line com criptomoedas não se tornará realmente popular até sairmos da camada 1 e reduzirmos as taxas de transação e os tempos de confirmação, por isso estamos tentando acelerar a mudança para esse mundo.”

Para manter o controle das transações, o Bitcoin usa o modelo UTXO, ou Unspent Transaction Output (saída de transação não gasta, em tradução livre). Ele foi projetado para oferecer transparência e segurança, em contraste com o modelo de conta da Ethereum, que é semelhante às contas bancárias tradicionais e permite mais flexibilidade. O modelo UTXO também é usado por moedas derivadas do Bitcoin, como Dogecoin (DOGE), Litecoin (LTC), Dash (DASH), e Bitcoin Cash (BCH).

A decisão de remover o Bitcoin nativo gerou críticas da comunidade nas plataformas de rede social. Alguns usuários comentaram que o encerramento do serviço afeta negativamente a adoção do Bitcoin.

“Supõe-se que todos os clientes estejam nos EUA e possam abrir uma conta na Coinbase e/ou que todos os clientes queiram ter uma conta na Coinbase? Isso é como obrigar a todos os clientes a ter uma conta no Bank of America para que os comerciantes que fazem transações bancárias com o BofA aceitem pagamentos”, observou um usuário pseudônimo.

A Coinbase frequentemente age como se estivesse lutando o bom combate, mas não se deixe enganar, não está.

Por exemplo, o “Coinbase Commerce” não suporta mais pagamentos de carteiras autocustodiais ou de exchanges de terceiros:

“Você ainda pode aceitar pagamentos em Bitcoin, […] desde que seu…

— CR1337 (@cryptonator1337)

LEIA MAIS