Autor de Hajime no Ippo ameaçou parar o mangá devido aos primeiros episódios do anime

fevereiro 20, 2024

, o autor do mangá , falou recentemente sobre as dificuldades que enfrentou com a adaptação para anime do seu mangá.

Morikawa afirmou:

Quando comecei a serializar Hajime no Ippo, fui abordado por diversas empresas sobre um anime ou filme logo após o início da série. Eu não estava nem um pouco interessado nessas coisas, então continuei a recusar. Cerca de 10 anos depois, uma empresa veio ver-me com um grande grupo de pessoas, e eu acenei ao seu entusiasmo e ofereci-lhes uma condição: ‘Por favor, não dececionem os leitores que compraram 40 volumes do mangá’.

Segundo Morikawa, esta oferta levou à adaptação para anime de Hajime no Ippo, mas os seus primeiros episódios foram mal recebidos pelo autor. O artista ficou enojado com a situação e, no encontro seguinte fez um ultimato. Ou anime faria justiça ao mangá original ou Morikawa iria parar de publicar Hajime no Ippo inteiramente.

Não foi isto que vocês prometeram, parem agora. Se vocês não pararem, eu interromperei a serialização. Todos os envolvidos entraram em pânico, mas eu não fiquei satisfeito.

A ameaça acabou por funcionar e o anime de Hajime no Ippo transformou-se numa produção sólida a partir daí.

Agradeci ao primeiro e ao segundo diretores pelo trabalho duro… Eu sabia que eles estavam a fazer o melhor que podiam, então senti uma mistura de ‘sinto muito’ e ‘não posso aceitar isto’, mas disse a mim mesmo que a prioridade eram os leitores e agi de acordo. Eu dei a condição de que se aceitassem Kohei Kiyasu como argumentista, eu deixaria tudo para ele. O editor responsável pela Kodansha, o produtor do programa e a produtora trabalharam muito e sempre me informaram sobre o progresso e os resultados. Estas são minhas experiências.

NTV pede desculpa após a morte da criadora de Sexy Tanaka-san

Estas declarações surgem na sequência da morte da criadora de Sexy Tanaka-san que está a suscitar no Japão uma ampla discussão sobre adaptações de obras.

In this post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *