A Crypto.com deu mais um passo esta semana em suas operações no Brasil ao ingressar na Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto). A entidade representativa do setor de criptoativos no país confirmou a adesão da exchange global de criptomoedas, em operação desde 2016 e com 80 milhões de clientes em todo o mundo, considerada líder do setor em conformidade regulatória, segurança e certificações de privacidade. 

“Estamos muito felizes com a chegada da Crypto.com. Com suas expertises e soluções, continuaremos a colaborar ativamente com os debates regulatórios e políticas em torno da regulamentação e do crescimento do setor cripto no Brasil”, destacou o diretor-presidente da ABCripto, Bernardo Srur.

Alain Yacine, presidente das operações da Crypto.com no Brasil e América Latina, qualificou a entrada na ABCripto como “uma extensão do nosso compromisso com o mercado brasileiro e o progresso de seu quadro regulatório.”

“O Brasil mantém uma comunidade vibrante de ativos digitais e uma estrutura institucional sólida, e estamos empolgados em contribuir ainda mais por meio da ABCripto”, emendou.

O diretor de Compliance e Riscos da Crypto.com, Manuel Fletes, também reforçou o compromisso da exchange com o desenvolvimento regulatório no país, além do avanço da tecnologia de criptomoeda e blockchain de forma responsável para todos.

“O ingresso na ABcripto nos dá a oportunidade de contribuir para a construção de um ambiente regulatório efetivo e sustentável, garantindo assim a segurança e confiança dos nossos clientes. Além disso, estar em contato com outros especialistas do mercado nos permite trocar conhecimentos e experiências, fortalecendo ainda mais nossa atuação no setor”, disse Fletes. 

No final de fevereiro, a Crypto.com fechou parceria com BTG Pactual para oferecer serviços na América Latina com foco inicial no uso da stablecoin pareada ao dólar americano emitida pelo banco, o BTG DOL, em pares de negociação da exchange, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.